Português English

Fone[11] 4075.7566

Fax[11] 4075.7560

Emailcgrelismol@cgrelismol.ind.br

Molas de Compressão

Fabricamos molas de compressão com arames de Ø0,15mm a 12,00mm. Enrolamos arames de diversas ligas para atender aos mais variados usos industriais. Fabricamos mediante desenho técnico, especificações dimensionais e funcionais da mola ou mediante amostra.

INFORMAÇÕES TÉCNICAS SOBRE MOLAS DE COMPRESSÃO

É considerada mola helicoidal de compressão a mola que recebe a aplicação de uma força que a comprime até uma determinada altura; após alivio dessa carga aplicada, a mola de compressão volta a sua altura original sem deformações. É o que chamamos de “efeito mola”. É o movimento elástico.

Caso a mola não retorne à posição original (perde altura) não pode ser considerada “mola”.

TIPOS

a)      Compressão Paralela: o diâmetro da mola é o mesmo nas extremidades e no corpo da mola. É a mais comum e tem ampla aplicação.

A constante da carga desse tipo de mola não varia e a carga é proporcional a cada milímetro. Pode ter as extremidades retificadas ou não.

b)      Compressão Cônica: o diâmetro da mola é menor em uma das extremidades. A constante da carga dessa mola aumenta conforme a mola é comprimida. Pode ter as extremidades retificadas ou não.

c)      Compressão Bi-cônica: o diâmetro da mola é menor nas extremidades, comparado ao diâmetro no corpo da mola. Essa mola oferece cargas mais pesadas no início da compressão e mais leves quando trabalha na altura do diâmetro maior no corpo da mola. Pode ter as extremidades retificadas ou não.

d)      Compressão Convexa: o diâmetro da mola é maior nas extremidades comparado ao diâmetro no corpo da mola. Pode ter as extremidades retificadas ou não.

e)      Compressão Retangular: o arame usado no enrolamento dessa mola é de perfil retangular, ou quadrado, e é usada quando se necessita de muita carga em pouco curso de compressão.

DETERMINANDO O DIMENSIONAL DA MOLA DE COMPRESSÃO

a)      Sentido do enrolamento: as molas podem ter o arame enrolado no sentido direito ou esquerdo.

b)      Espiras: cada volta completa do arame é denominada de ESPIRA.

As espiras abertas são as ativas pois é sobre elas que é feito o trabalho.

As espiras fechadas não são ativas, geralmente ficam nas extremidades das molas para manter o esquadro das mesmas. Podem existir molas com as extremidades abertas ou fechadas.

c)       Vão: é o espaço livre entre duas espiras.

d)      Passo: é a distância entre o centro de duas espiras. Pode ser calculado: vão + 1 diâmetro do arame.

e)      Altura Livre (L0): corresponde a altura da mola sem ser comprimida

f)       Diâmetro externo (De): corresponde a medida do diâmetro do lado externo da mola

g)      Diâmetro médio (Dm): é a medida do diâmetro da mola medindo-se na metade do arame de cada lado da mola.

h)      Diâmetro interno (Di): corresponde a medida do diâmetro do lado interno da mola

i)        Altura de bloco (Lbl): é a altura obtida na compressão total da mola, quando todas as espiras estão encostadas.

j)        Curso da mola (S): é o deslocamento da mola quando sofre a aplicação de determinada carga (P). É o quanto a mola foi comprimida.

k)      Constante elástica (c): é a relação entre a carga e o deslocamento da mola (c = P/S), por exemplo: kgf/mm

l)        Altura de carga (L): é a altura da mola na carga determinada (P). É a altura em que a mola vai trabalhar para atender a carga determinada

Galeria de Imagens

« voltar

Molas de Compressão